100%

WITAMY: Imigração Polonesa terá data comemorativa em Arapoti

O dia 11 de novembro será a data municipal em comemoração à imigração polonesa em Arapoti. O Projeto de Lei 2069/2019 que institui a data, de autoria do vereador Divair da Silva (PV), foi aprovado por unanimidade em segundo turno nesta quarta-feira (08).

Na proposta do vereador, o Dia da Imigração Polonesa em Arapoti passa a fazer parte do Calendário Municipal de Eventos, com objetivo de preservar e divulgar a cultura e a história dos poloneses no município. A data foi escolhida porque em 11 de novembro de 1918 a Alemanha assinou o armistício que pôs fim à Primeira Guerra Mundial, permitindo à Polônia reconquistar sua independência.

Os poloneses chegaram a Arapoti quando o município ainda era chamado de Cachoeirinha, no início do século XX. Os imigrantes formaram uma colônia concentrada nos bairros Km 34 e Capão Bonito, junto com os espanhóis que já moravam na localidade. Alguns poloneses também se instalaram em outros bairros, como Cerrado das Cinzas e Km 39. A história conta que a imigração polonesa foi motivada pela primeira Guerra Mundial, época em que mais de três milhões de pessoas deixaram aquele país. Cerca de cem mil buscaram refúgio no Brasil, chegando ao Estado do Paraná no ano de 1871.

Em sua justificativa, Divair citou algumas famílias entre as pioneiras, como os Vendrechoski e Romanoski que chegaram no Brasil por volta do ano de 1900, e escolheram Arapoti para morar no ano de 1929. “Ainda podemos citar as famílias Zelazowski, Wsolek, Pietroski, Buniowski, Levandowski, Michalowski, Kiuteka, Turkiewicz, Nieviandonski, Trzaskos, entre outras que vivem em nossa comunidade até os dias de hoje”, lembrou o vereador. “A instituição do ‘Dia da Imigração’ é uma homenagem a esse povo trabalhador, que atravessou o Atlântico, buscando em uma terra desconhecida proporcionar dias melhores para sua família e seus descendentes, e conseguiram, ajudando a formar a comunidade Arapotiense’.
Protocolos desta Publicação:Criado em: 09/05/2019 - 16:55:11 por: Nicole Renata Chiaradia - Alterado em: 09/05/2019 - 16:55:11 por: Nicole Renata Chiaradia

Notícias

Cancelada Sessão Itinerante
Cancelada Sessão Itinerante

Informamos a toda população arapotiense que a Sessão Itinerante que seria realizada no dia de hoje (23) foi cancelada devido ao mau tempo. Nova data será marcada para atendimento da comunidade da Vila Nova, Bosque I e II.

6º Desafio de Rua: Capal recebe Moção de Aplauso
6º Desafio de Rua: Capal recebe Moção de Aplauso

A Capal Cooperativa Agroindustrial foi homenageada na noite de ontem (15) com Moção de Aplauso na Câmara de Arapoti. A proposição de autoria do vereador Silvio Lopes (PP) parabenizou pela realização do 6º Desafio de Rua, que aconteceu no dia 1º de maio, com corrida de 5 e 10 Km e caminhada de 3 Km

Câmara realiza Sessão Itinerante na Vila Nova
Câmara realiza Sessão Itinerante na Vila Nova

O projeto Sessão itinerante chega à Vila Nova na próxima semana. Será no dia 23 de maio, quinta-feira, às 19 horas, na Rua José Manuel Graminho, em frente ao número 516 (Casa da Dona Áurea). Moradores e representantes da Vila Nova e bairros próximos poderão reivindicar, reclamar ou expor suas dúvidas por escrito ou verbalmente

WITAMY: Imigração Polonesa terá data comemorativa em Arapoti
WITAMY: Imigração Polonesa terá data comemorativa em Arapoti

O dia 11 de novembro será a data municipal em comemoração à imigração polonesa em Arapoti. O Projeto de Lei 2069/2019 que institui a data, de autoria do vereador Divair da Silva (PV), foi aprovado por unanimidade em segundo turno nesta quarta-feira (08).

MOBILIZAÇÃO: Vereadores de Arapoti pedem proibição de reajuste da Sanepar
MOBILIZAÇÃO: Vereadores de Arapoti pedem proibição de reajuste da Sanepar

A autorização do reajuste de 12,13% feito pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) na conta de água e esgoto de todos os paranaenses mobilizou os vereadores de Arapoti nesta semana. Divair da Silva (PV), Jean Klichowski (MDB), Nelson Marcolino de Aguiar, o Pepe (PSD) e Ricardo Rodrigues Pedroso (PPS) são os vereadores que cobram o Executivo para decretar proibição ao aumento no município