100%

Municípios e Estados são os que mais contribuem para sustentar SUS; aponta levantamento

Os Municípios e os Estados foram os Entes que mais contribuíram para sustentar a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) entre os anos de 2002 e 2015. A constatação é de pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Ministério da Saúde que lançaram a publicação Contas do SUS na Perspectiva da Contabilidade Internacional.

De acordo com o estudo, a União começou garantindo 52% das verbas destinadas à rede pública de saúde, cota que seguiu em curva decrescente até atingir 43% em 2015. No intervalo analisado, as despesas por habitante cresceram 3,5 vezes no nível federal, 4,9 vezes no nível estadual e 5 vezes no plano municipal.  Os valores despendidos com ações e serviços públicos de saúde passaram, de 2002 para 2015, de R$ 24,73 bilhões para R$ 100 bilhões no âmbito federal; de R$ 10,75 bilhões para R$ 60,56 bilhões, no estadual; e de R$ 12,05 bilhões para R$ 72,11 no municipal. Englobando as três esferas, os gastos com saúde somaram R$ 232 bilhões em 2015, totalizando 3,94% do Produto Interno Bruto (PIB), proporção que, em 2002, era 3,21%.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) vem destacando que no atual ordenamento administrativo do Estado brasileiro, as políticas públicas são na maioria das vezes, executadas pela adesão dos Municípios a determinados programas, ações, serviços ou estratégias. Tal situação tem configurado um cenário de sobrecarga dos Municípios no que diz respeito à divisão de responsabilidades do setor público na prestação de serviços básicos à população. Quanto ao uso de recursos próprios para executar a política de saúde, reconhece-se a limitação constitucional dos Municípios em relação à tributação e à arrecadação. Dessa forma, sua participação no bolo tributário é reduzida e insuficiente para colocar em prática a necessária Rede de Atenção à Saúde local e a manutenção do próprio Sistema Único de Saúde. Assim, a adesão dos Municípios aos programas federais muitas vezes é uma alternativa de entrada de recursos federais para garantir que a população tenha acesso aos direitos e serviços básicos.

Com informações da EBC


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 22/06/2018 - 14:24:55 por: Nicole Renata Chiaradia - Alterado em: 22/06/2018 - 14:24:55 por: Nicole Renata Chiaradia

Notícias

IPTU: Contribuintes já podem pedir devolução de emolumentos
IPTU: Contribuintes já podem pedir devolução de emolumentos

Os contribuintes já podem solicitar na Prefeitura Municipal a devolução da taxa de emolumentos paga com o carnê de IPTU nos últimos cinco anos. Para requerer o ressarcimento, o contribuinte deve comparecer à Prefeitura tendo em mãos originais e cópias dos documentos pessoais (RG e CPF), os comprovantes de pagamento do IPTU (ou solicitar extrato na Seção de Tributação), e as informações bancárias para depósito da devolução.

CIDADANIA: Vereadores acompanham votações do Projeto Eleitor do Futuro
CIDADANIA: Vereadores acompanham votações do Projeto Eleitor do Futuro

Na última quinta (13) e sexta-feira (14) aconteceram as votações do Projeto Eleitor do Futuro, desenvolvido pela Justiça Eleitoral em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. O Presidente da Câmara, Marineo Ferreira (PTB), e o vereador Ricardo Rodrigues Pedroso (PPS), representaram a Câmara Municipal na cerimônias de abertura, ao lado da Prefeita Municipal, Nerilda Penna (PP) e do Juiz de Direito, Djalma Aparecido Gaspar Junior.

Jovens Vereadores visitam Escola Clotário Portugal
Jovens Vereadores visitam Escola Clotário Portugal

A Escola Municipal Clotário Portugal convidou os Jovens Vereadores para conhecerem a rua que dá acesso à instituição. A ação faz parte de um projeto pedagógico que trabalha as diversas abordagens sobre Trânsito.

Calógeras recebe Câmara Itinerante
Calógeras recebe Câmara Itinerante

Tem Sessão Itinerante da Câmara Municipal no próximo dia 27 de JUNHO, quinta-feira, às 18 horas, no Distrito de Calógeras. A reunião vai acontecer no Salão da Capelania Nossa Senhora do Rocio. Compareça, participe, esse é o Legislativo Municipal mais perto de você.

Economia do Legislativo: Câmara vai devolver verba para construção de Capela Mortuária e revitalização da Praça Romana Duarte
Economia do Legislativo: Câmara vai devolver verba para construção de Capela Mortuária e revitalização da Praça Romana Duarte

Os vereadores arapotienses apresentaram indicação na última quarta-feira (29) sugerindo investimentos da verba de devolução, no valor de R$400 mil, do Poder Legislativo ao Executivo Municipal. A decisão de antecipar a devolução do recurso, economizado no primeiro quadrimestre do ano, aos cofres municipais é do Presidente da Câmara, Marineo Ferreira (PTB), que abriu o debate com os demais vereadores sobre quais projetos poderiam ser executados.